dinsdag 4 september 2018

A Qimarox simplifica a integração com as diretrizes PackML


A Qimarox adota as diretrizes PackML para a integração de máquinas na produção e linhas de embalamento. Isto significa que os componentes da Qimarox são agora ainda mais fáceis de integrar, utilizar e manter. Com PackML, o fabricante de módulos de paletização e tapetes verticais, entre outras coisas, está a responder a uma procura crescente do mercado. Quase todos os grandes fabricantes de produtos de consumo, incluindo a Nestlé, a Procter & Gamble e a PepsiCo, definem a PackML como um pré-requisito para as novas linhas de produção e embalamento.



O termo “PackML” significa Linguagem de Máquina de Embalamento, uma diretriz concebida pela Organização para Automação e Controlo de Máquinas (OMAC). Esta organização é suportada por grandes fabricantes com presença global, tais como a Nestlé, a Procter & Gamble e a PepsiCo. Em colaboração com os integradores de sistema, construtores de máquinas e fornecedores de tecnologia, pretendem criar normas abertas para a integração vertical e horizontal das máquinas. A “integração horizontal” refere-se à interação entre as próprias máquinas (comunicação máquina para máquina) e a “integração vertical” pela sua associação aos sistemas de controlo central.

A integração da PackML na Qimarox significa que os seus paletizadores, tapetes verticais e outras máquinas são, agora, ainda mais fáceis de integrar, utilizar e manter. Os fabricantes dos produtos de consumo que utilizam as diretrizes PackML conseguem implementar novas linhas de produção e/ou embalamento três a quatro meses mais rápido. Verificam que o custo total de propriedade (TCO) dos seus sistemas reduz significativamente, enquanto a eficácia global do equipamento (OEE) aumenta. Os integradores de sistema e construtores de máquinas que utilizam os módulos Qimarox nas suas soluções também beneficiam de uma integração simplificada e de uma aceleração dos procedimentos de teste.

Condições para inovação
A normalização na criação de linhas de produção e embalamento é uma necessidade premente. As normas permitem que os fabricantes alterem rapidamente as suas estruturas e adaptem os seus processos de produção às alterações rápidas do mercado. A OMAC está a preparar a aplicação dos conceitos plug-and-play (ligar e usar) e plug-and-produce (ligar e produzir) para breve. “A PackML aumenta as possibilidades de inovação. Se os fabricantes pretenderem melhorar um sistema, não precisam de modificar o sistema de controlo de toda a linha de embalamento. Só precisam de ter em consideração os componentes que precisam de ser melhorados”, refere Uwe Keiter, presidente do Grupo de trabalho de Embalamento da OMAC.

Para se poder tirar partido de todas as vantagens das novas tecnologias como a Internet das Coisas (IdC) ou a inteligência artificial (IA), as normas são indispensáveis. “Atualmente, podemos armazenar e analisar dados de diferentes máquinas na nuvem. Contudo, esta informação só é verdadeiramente útil se for possível registar os dados de forma idêntica, para que seja possível comparar o desempenho das máquinas e calcular o OEE de forma inequívoca. A PackML possibilita isso”, segundo Keiter, que trabalha como Diretor de Desenvolvimento de Negócio/Bens de consumo para o fornecedor de tecnologia Lenze.

Condições em três áreas
A PackML apresenta condições em três áreas. A primeira área é referente ao estado da máquina. Se o estado é “inativo”, então está pronto a produzir. Com um botão de arranque, o operador pode iniciar a máquina, pelo que o estado será alterado para “execução”. Se ocorrer uma falha, o estado mudará para “pausa”. Graças ao conjunto uniforme de condições, os operadores podem controlar uma máquina nova sem necessidade de formação e os engenheiros de manutenção podem facilmente identificar qual o componente que necessita de reparação na linha de produção ou de embalamento.

A segunda área é referente ao modo de funcionamento da máquina. Está definida como “automático”, “manual” ou “manutenção”? Em terceiro e último lugar, as condições foram concebidas pela forma como os dados são trocados entre as próprias máquinas e o sistema de controlo suprajacente. Isto pode incluir, por exemplo, a velocidade da máquina: será expressa em metros por segundo ou em unidades por hora? Também foi definido que cada máquina troca dados apenas com as máquinas imediatamente anteriores e posteriores na linha. “Se a máquina B tem uma falha e o estado é alterado para “pausa”, esta informação é comunicada apenas à máquina A e C, mas não à máquina D. As máquinas A e C podem responder a esta alteração de estado ao reduzir a sua velocidade, o que implica uma alteração do estado para “suspenso”. Por sua vez, a máquina C comunica o seu estado à máquina D”, explica Keiter.

PackML como um pré-requisito
A PackML apresenta vantagens não só para os utilizadores finais e integradores de sistema, mas também para a Qimarox e outros construtores de máquinas. As diretrizes da OMAC facilitam também a conceção modular do sistema de controlo das máquinas. Sempre que é aplicada uma melhoria, basta modificar o módulo e não a máquina completa. Isto reduz o tempo necessário para testes e resolução de problemas. Num teste de aceitação na fábrica, já não é preciso testar a comunicação com outras máquinas, o que pode implicar uma redução de tempo na ordem dos 60%. Também já não existe necessidade de continuar a reinventar a roda durante a programação da máquina: 80% do software pode ser reutilizado.

Ao adotar a PackML, a Qimarox está a responder às exigências do mercado. “Cada vez mais fabricantes de produtos de consumo estão a incluir a PackML como um pré-requisito nos seus pedidos de orçamento. Ao aplicar de série as características PackML, torna-se mais fácil para os nossos clientes, integradores de sistemas e construtores de máquinas, cumprir estes requisitos” refere Jaco Hooijer, Gestor de Operações na Qimarox. “Além disso, reconhecemos a importância da normalização na indústria. Ao nos tornarmos membros da OMAC pretendemos contribuir para um maior alargamento e adoção da PackML”.

Todos beneficiam
A OMAC está muito satisfeita com o registo da Qimarox. Cada vez mais construtores de máquinas estão a adotar a PackML, segundo Keiter. “Podemos comprar máquinas em qualquer fornecedor e ligá-las em conjunto para criar uma linha de produção ou embalamento”. Contudo, o software da maioria das máquinas não é consistente, apenas porque foi criado por diferentes programadores. Isto dificulta a ligação destas máquinas a, por exemplo, um MES (Sistema de Execução de Fabricação). Implica ainda que os operadores e engenheiros de manutenção tenham de voltar a ser formados para cada máquina. Todos na indústria beneficiam de diretrizes como a PackML, quer sejam utilizadores ou fornecedores dos recursos de produção”.


Sobre a Qimarox
A Qimarox é um fabricante líder de componentes para sistemas de manuseamento de materiais caracterizados pela sua robustez e fiabilidade. Os conceitos inovadores, as tecnologias patenteadas e o desenvolvimento contínuo permitem à Qimarox (que emergiu da Nedpack) fabricar transportadores verticais e paletizadores que conjugam flexibilidade e produtividade com reduzidos custos de operação e manutenção. Os integradores de sistemas e os fabricantes de equipamento original de todo o mundo utilizam a maquinaria da Qimarox em sistemas de fim de linha, armazenamento e recolha de encomendas em diversas indústrias. Visite www.qimarox.com para mais informações.

Geen opmerkingen:

Een reactie posten